Casa para Surfistas

Casa para Surfistas em Caraguatatuba com certeza não falta, mas que tal a sua ter uma decoração personalizada? Projeto é focado no esporte e deixa qualquer um de boca aberta, mora?

Casa para Surfistas – Das cores às formas e materiais, as escolhas são surpreendentes neste projeto de apartamento em Gravataí. Isso pelo fato de o surfe ter sido o conceito escolhido, tema que remete a cores vivas e estampas florais havaianas.

A anos-luz do padrão óbvio, a estética urbana resultou na nova morada de um empresário de 40 anos, com atuação profissional no ramo do surfe e hobbies de domar ondas pelo mundo e dedilhar o violão no aconchego do lar.

O proprietário deste imóvel com área social de 25 metros quadrados vive na intimidade em meio a tons de cinza, preto, branco e madeira.

– Fiz uma proposta de usar o surfe como conceito, com a “pegada” de cidade nos tons cinza e amadeirados, com a prancha usada como obra de arte – explica o autor do projeto, arquiteto Rafael Kroth.

Planejada para montar guarda junto à porta de entrada, a prancha long board de quase dois metros de altura marca o território.

Observe a solução bicolor: “Para dar uma diferenciada, as portas foram pintadas de branco, deixando só a guarnição na cor amadeirada entregue pela construtora”, conta o arquiteto Rafael Kroth.

E não é porque tenha sido liberada da função de deslizar sobre as ondas (na hora de se equilibrar no mar, ele prefere prancha menor) que não mereça regalias do aficionado: o seu dono a dispôs com cuidado em um suporte para não danificar o equipamento.

– Este projeto foi um dos meus preferidos porque o proprietário trazia muitos elementos – revela, sobre o processo de criação, o titular do escritório Rafael Kroth Arquitetura, ao comentar que as viagens do cliente para praticar surfe renderam fotos que foram adotadas pela proposta, emolduradas para personalizar o espaço.

Proposta autoral e agilidade

Claro que o seu prazer por receber amigos também determinou escolhas: ao lado do sofá de três lugares foram dispostos módulos espelhados, desenhados por Kroth com 50cm de altura e profundidade e 60cm de largura para acomodar os equipamentos de bar e servir de apoio curinga.

Igualmente versáteis são o banco do jantar e o pufe, misto de mesa de centro e apoio para os pés na hora de curtir a TV de 42 polegadas – que pode ser vista também do jantar, graças ao braço articulado.

Para ampliar o espaço e fugir do recurso de colocar quadros em mais uma parede, o arquiteto apoiou no chão um espelho que duplica a mesa de refeições. No lado oposto do ambiente, o tom dramático fica por conta da cortina negra de linho (página ao lado) – mais um elemento surpreendente.

Vale fazer referência a aspectos práticos: entre desenvolvimento e execução do projeto, o arquiteto despendeu apenas 60 dias no apartamento zero quilômetro. Para cumprir a agenda, a compartimentação foi mantida e combinado mobiliário desenhado por Kroth com peças de pronta entrega sobre o piso de porcelanato que remete ao concreto.

 

Entre os elementos de marcenaria desenhados pelo arquiteto, o aparador com gaveteiros tem a função de guardar controles e DVDs perto do aparelho de TV

Fonte: aqui.

Procurando por uma casa para surfistas em Caraguatatuba? Confira as opções que temos para você aqui

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *